• demacedogroup

Casamento Grace Kelly e Príncipe Rainier de Mônaco


Casamento Grace Kelly e Príncipe Rainier de Mônaco

O mês era abril e o ano, 1956. Um dos casamentos mais glamourosos da história contemporânea acontecia nessa data. Há 66 anos, Grace Kelly casava-se com o príncipe Rainier, em Mônaco. Na verdade, o evento foi tão esperado e grandioso, que aconteceu nos dias 18 e 19 de abril de 1956. Um dia só não seria suficiente para tamanho glamour. Foram mais de 600 convidados e entre eles estavam apenas Aristóteles Onassis, Cary Grant, Ava Gardner, Gloria Swanson e Conrad Hilton.



Havia uma particularidade para a realização desse casamento da nobreza do Principado de Mônaco. As regras do Código Napoleônico e da Igreja Católica, estabeleciam que o casal deveria se casar tanto em uma cerimônia civil, que foi realizada no dia 18 de abril, quanto em uma cerimônia religiosa, realizada no dia 19 de abril.


A breve cerimônia do casamento civil foi realizada na Sala do Trono do Palácio e durou apenas 15 minutos. Ao final da cerimônia, no entanto, houve 25 minutos de recitação de todos os títulos que Grace adquiriu pelo casamento. Foram mais de 140 títulos. Não, você não leu errado. Mais de 140 títulos foram obtidos por Grace após a união civil. É difícil até de imaginar quais seriam todos esses títulos de nobreza.



Na manhã do dia seguinte, em 19 de abril, enquanto Grace chegava à Catedral de São Nicolau, em Mônaco, o mundo todo assistia. Na decoração, muitos tons de lilases e muitos lírios-brancos do vale. Um cenário típico de um casamento da realeza.


Um fato curioso do evento os sonhos foi o incidente com o anel de casamento. Sim, um incidente que não chegou a comprometer o brilhantismo da celebração. O príncipe Rainier estava tão nervoso que Grace precisou ajudá-lo a colocar o anel no dedo. Além disso, também chamou bastante a atenção, o bolo de casamento que tinha seis camadas e representava o Palácio de Mônaco e imagens que estampavam a história do país com açúcar.



Num casamento de meros mortais, o figurino da noiva sempre é um dos destaques mais esperados. Imagine então, num casamento de princesa. Para a cerimônia civil foi escolhido um vestido de tafetá rosa-claro, com renda na cor champanhe e que era composto por duas peças. Já para a cerimônia religiosa, Grace usava um vestido de noiva que seria comentado até os dias atuais e se tornaria um dos mais famosos de todos os tempos.


Propício para uma princesa, era um modelo que levava 300 metros de renda belga e 150 metros de seda, tafetá e tule. A criação precisou de 30 costureiras para ser finalizada. Os dois vestidos, tanto da cerimônia civil, quanto da religiosa foram feitos à mão nos ateliês de estúdios da MGM. Foram presentes que os chefes do estúdio ofereceram à estrela. Vale lembrar que Grace é considerada a décima terceira lenda do cinema mundial pelo Instituto Americano do Cinema.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo